(38) 3635-1228

Área Restrita

Contabilidade Modelo

LEGISLAÇÃO - Covid: Recusar vacinação pode gerar ao trabalhador demissão por justa causa

Publicado em 19 de janeiro de 2021

Neste final de semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou o uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19. O plano nacional de vacinação já vai começar, mas há muitos brasileiros com medo do imunizante e que afirmam que não serão vacinados. Contudo, essa decisão pode custar o emprego do trabalhador.

A recusa de tomar a vacina ou de usar máscaras, são fatores que aumentam as chances de contrair a doença e disseminá-la no ambiente de trabalho. Diante disso, o colaborador pode ser demitido por justa causa.

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, em dezembro, que a imunização pode ser obrigatória, mas não feita à força. Assim, os brasileiros que não quiserem ser vacinados estarão sujeitos às sanções previstas em lei, como multa e o impedimento de frequentar determinados lugares.

A Constituição Federal impõe às empresas a obrigação de garantir um ambiente de trabalho seguro aos seus empregados. Para isso, elas podem incluir em seus protocolos e programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), a vacinação obrigatória, além do uso de máscaras.

Assim, quem não apresentar motivos justificáveis para a recusa à imunização pode ser demitido por justa causa.

Advertência ao colaborar

A recusa à imunização pela vacina é um descumprimento dos protocolos de proteção, o que coloca a vida de outras pessoas em risco, e isso poderia ser interpretado como ato de indisciplina ou insubordinação, gerando justificativa para a rescisão por justa causa.

Entretanto, a decisão baseada em uma primeira ou única negativa pode ser considerada penalidade muito severa.

 

Portanto, a orientação é que seja feita, em um primeiro momento, a aplicação de uma advertência escrita e, em caso de reincidência, a demissão tende a ser mais adequada.

Fonte: Agencia Brasil


Últimas Notícias
Informe-se com os últimos acontecimentos

20
Jan

CONSUMIDORES - Como entender os sentimentos de seus clientes em 2021?

Você sabe como entender os verdadeiros sentimentos de seus clientes? Não há no mundo feedback mais importante para as empresas do...

20
Jan

CONTRIBUIÇÃO - INSS: saiba como ficam os valores e alíquotas para quem paga por conta

No dia 1° de janeiro, passou a valer no novo valor do salário mínimo de R$ 1.100. Com isso, o valor da...

20
Jan

CONTRATAÇÃO - Número de candidatos que aceitam contratação PJ cresceu 40%

No primeiro trimestre de 2020, apenas 7% dos profissionais tinham interesse na contratação por meio da modalidade pessoa...

20
Jan

IMPLICAÇÕES - Conheça os riscos de não pagar os impostos da sua empresa

O ano de 2020 foi difícil para muitos empresários. Dívidas acumularam, colaboradores precisam ser desligados e muitos...

19
Jan

SIMPLES NACIONAL - PGDAS-D: Receita confirma instabilidade no programa

Usuários têm relatado instabilidades no Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional -...

19
Jan

LEGISLAÇÃO - Covid: Recusar vacinação pode gerar ao trabalhador demissão por justa causa

Neste final de semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou o uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19. O...

Receba em seu e-mail os principais acontecimentos do mundo contábil

Faça-nos uma visita

Rua José Gomes Viana, 1520 - Sala 01
Centro - CEP: 38680-000 - Arinos / MG

Entre em contato

(38) 3635-1228 / 9 9845-4352
contabmodelo@yahoo.com.br

Copyright 2017 - Todos os direitos reservados